Escolha uma Página

A doença celíaca é uma condição autoimune ligada à ingestão de alimentos que contém glúten. Pessoas acometidas por essa disfunção, quando se alimentam dessa proteína (que é encontrada no trigo, centeio e cevada), tem uma reação tóxica que desencadeia a inflamação das mucosas do intestino delgado, o que impede que ocorra a absorção adequada dos nutrientes dos alimentos.

Essa doença pode manifestar-se em qualquer fase da vida, e são variados os fatores e contextos que venham provocar seu surgimento.
Curiosamente, com base em alguns estudos, notou-se que por vezes os únicos sinais que indicam a existência dessa patologia são os defeitos no esmalte do dente de leite e do dente permanente. À esse defeito dá-se o nome de hipoplasia de esmalte.

Esses dados revelam a emergência e importância de legitimar essas alterações como fatores auxiliares no diagnóstico e no pré-diagnóstico da doença celíaca, uma vez que esses podem ser os únicos sinais clínicos, levando em consideração os casos latentes e assintomáticos.